• Geral
  • by Thauana Botta
  • 30 de abril de 2022
  • 38
  • 0

Dores no ventre
A doença causa inflamação, aderência dos tecidos e danos aos órgãos, tudo que pode resultar em dores.

Cólicas intensas
No período menstrual, o endométrio, mesmo a porção fora do útero, é eliminado, gerando incômodos em dobro.

Desconforto no sexo
A liberação de substâncias inflamatórias e as lesões na região podem dificultar a penetração e as relações sexuais.

Fluxo anormal
A alteração no endométrio mexe com a quantidade, a duração e a aparência da menstruação — o sangue fica mais coagulado.

Alterações intestinais
Quando o endométrio migra para o intestino, acaba prejudicando seu funcionamento e chega a causar dor ao evacuar.

Cansaço crônico
Está ligado ao desequilíbrio hormonal e imunológico, às dores frequentes e ao abalo emocional que a doença pode provocar.

Aperto para urinar
Nesse caso, o avanço do tecido sobre a bexiga cria dificuldades e desconfortos na hora de fazer xixi

Infertilidade
A endometriose consegue atrapalhar a produção e manutenção dos óvulos e reduzir as chances de implantação do embrião no útero.

Por trás das cólicas e de outros desconfortos pode existir alguma coisa mais séria. É o caso de um distúrbio que, além das dores, chega a provocar dificuldades para engravidar, a endometriose.

Em caso dos sintomas apresentados, consulte a sua médica ginecologista!

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *